RELAÇÕES PERFEITAMENTE IMPERFEITAS

Vivemos numa na era do digital, onde partilhamos tudo sobre nós nas mais variadas redes sociais que possuímos. Partilhamos o que de melhor a vida tem, os sorrisos, os convívios com amigos, os jantares, os sunsets, tudo o que é bom e‘’perfeito’’. Consistentemente ou não queremos passar a imagem de que tudo é imaculado e vivido ao máximo e da melhor maneira possível. Isto porquê? Porque vemos as celebridades e figuras públicas a fazer o mesmo e ficamos com a ideia que a vida deles é um sonho e que é perfeita, e que é por ali o nosso caminho.

O mesmo se aplica às relações, tentamos ao máximo passar a imagem de casal perfeito e que vivemos uma história que mais podia ter sido tirada dos filmes da Disney, onde só existem príncipes e princesas com vidas convencionalmente ideais.

O que por um lado, não é errado, gostamos de mostrar e partilhar bom da vida a 2, os jantares, as escapadinhas românticas, as surpresas, etc., mas isto nem sempre é o verdadeiro reflexo da relação, pois nem tudo é um mar de rosas. Todos os casais têm defeitos e imperfeições, que fazem deles únicos e perfeitos na sua imperfeição.

Somos todos pessoas reais com defeitos e virtudes e temos que aprender a viver com eles assim como as pessoas com quem estamos têm que saber viver connosco. Tudo é uma questão de equilíbrio e de comunicação.

1.COMUNICAÇÃO

Um ponto chave na vida de qualquer relação, sem comunicação e diálogo não é possível chegar a um entendimento entre as partes e muito menos a um acordo. Saber viver e lidar com a personalidade das outras pessoas requer conhecimento mútuo, o que faz com que as pessoas tenham de falar bastante sobre os mais variados temas, para conseguirem chegar a um entendimento entre partes. A comunicação é fulcral ao entendimento e é aqui que muitos casais pecam, descartando e achando que falar apenas o essencial e trivial basta.

1.1. Comunicação Positiva

A comunicação positiva é a saudável, que deve ser clara e objectiva, para que desta forma possibilite o entendimento entre partes e reforce o respeito e compromisso do casal. Não deve existir o apontar do dedo e exaltação de sentimentos de culpa, este tipo de comunicação promove a compreensão entre os dois. 

1.2.  Comunicação Negativa

Ao contrário da comunicação anterior esta resulta no ‘’diálogo’’ tóxico que está inundado de críticas, e que promove os desacordos e desentendimentos. Este tipo de comunicação é pouco clara e objectiva e só cria ideias distorcidas e incompreensões, o que gera um mau ambiente entre o casal, passando a viver num clima de desconfiança permanente.

 

2.DISCUSSÃO

É normal e até saudável que hajam discussões entre casais, mas calma, existem vários tipos de discussões, aqui falamos daquelas que são mais corriqueiras e ‘’normais’’ entre duas pessoas que partilham uma relação . Estranho seria se fosse tudo sempre aceite sem qualquer entrave ou discordância. As discussões fazem parte da comunicação, tal como já referi e é através da comunicação que as pessoas se conhecem, quando um casal discute e debate certos temas é saudável e podem obter benefícios:

  • O casal passa a conhecer-se melhor
  • Pode ajudar a que descubram formas eficazes para a resolução de conflitos  
  • Pode promover a diminuição de diferenças

3.VIDAS INDEPENDENTES

Para que a vida do casal seja saudável tem de haver tempo para tudo, é importantíssimo não descurar este ponto. Na nossa vida temos várias pessoas a quem temos de dar atenção e importância, para que consigamos viver da forma mais harmoniosa e saudável possível. Existe tempo para tudo, para o seu companheiro/a; para os amigos, para a família e tempo só para si. É importante que o casal tenha tempo para ele, mas o tempo individual é igualmente importante e deve ser promovido. Uma relação 24/7 não é saudável e pode vir a criar rotinas e falta de interesse de ambas as partes. Tente ao máximo fazer outros planos com amigos e família, bem como fazer planos sozinho.

 

4.PARTILHAM O QUE PRECISAM

É muito importante e saudável aceitar a pessoa que temos ao nosso lado, mesmo sabendo que esta não é nem nunca vai ser perfeita, aceitando-a com todos os defeitos e virtudes que possui. A adaptação do casal a si mesmo é sinal maturidade e de reconhecimento. Estarmos atentos às necessidades do outro e aos seus pedidos é um sinal de amor e respeito. Ser recetivo a esses pedidos e a eventuais queixas é positivo e ajuda no desenvolvimento da relação. 

 

5.CIÚMES

Os ciúmes são normais quando se gosta de alguém, são saudáveis e até conseguem ser uma demonstração de amor, pois revelam que gosta da pessoa. Contudo, há uma linha muito ténue que separa o ciúme saudável do ciúme doentio e tóxico para a relação. Controlem-se, se estão juntos é porque querem, porque se gostam, porque se amam. Sejam seguros em relação aos vossos sentimentos!

Em suma, nenhum casal é perfeito e ninguém tem a vida ideal, pois o que para mim pode ser perfeito para a outra pessoa pode ser o maior pesadelo. Tudo tem de ser feito com conta, peso e medida, até se chegar a um acordo entre as partes. Este acordo é fundamental para que haja uma vida a dois saudável e com harmonia, pois uma relação é feita por duas pessoas e nenhum é mais importante que o outro. 

Saber ter uma relação não é de todo uma tarefa fácil, têm de existir cedências de ambas as partes, respeito, confiança e muita comunicação. Não tenham medo de falar e de expor as vossas dúvidas e inquietações, pois só assim é que vão conseguir chegar a uma conclusão e uma solução. No LOVE CODE ajudamos a percorrer este caminho da melhor forma, com dicas e estratégias para que consiga cumprir o seu objectivo comum.

 

 

SE GOSTOU, PARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp
Share on skype
Share on print